Podemos escolher o semear, mas somos obrigados a colher aquilo que plantamos.